quinta-feira, 26 de maio de 2016

1 ANO SEM VOCÊ .

Olá meninas (o),

Hoje viemos trazer um post, depois de quase um ano sem vir aqui; Hoje o dia amanheceu mais triste, os passarinhos não cantaram, o sol quase não saiu, e o coração se entristeceu, faz exatamente 1 ano que estamos sem a Nathy, e durante esse tempo houve um grande ponto de interrogação quanto a continuidade desse trabalho(blog), ainda sem qualquer tipo de certeza, decidimos, eu(Renata), a irmã(Nagila) e a Família Oliveira, publicar um post hoje; Esse post nos traz um texto que durante esse 1 ano encontramos nas agendas da Nathalia, esse texto é um breve relato de uma Nathy que poucos conheciam e hoje decidimos compartilhar ele com vocês. 


DESESPERO


"Às vezes, me batia um desespero de ir logo para casa; Uma imensa vontade de chorar na tentativa de acabar logo com todo esse sofrimento; Me livrar da dor e conseguir sair enfim, dessa prisão invisível dentro de mim mesma, onde meu corpo se transforma em grades das minhas tão sonhadas atitudes e pensamentos. 

Estava presa, por mais que eu quisesse e me esforçasse, sozinha jamais sairia dela, e o pior era saber que ninguém, absolutamente ninguém, podia fazer nada para me tirar daqui. Ninguém podia vestir uma capa de super-herói e mudar meu quadro, vencer algo tão invencível. Essa maldita doença, a tal fibrose cística, que queria fazer de mim prisioneira e como eu mais temia, ela sempre conseguia, acabando comigo aos poucos, porque na verdade o problema não é, e nem nunca foi morrer. Mas sim, estar morrendo, em um processo contínuo e não poder viver, poder apenas existir. E ainda de uma maneira que chega a ser cruel, sei que existem patologias tão ruins quanto ou talvez até piores, mas estou falando de mim e dessa doença que insiste em fazer parte de mim, em ser denominada como minha, quando na verdade não é, na verdade ela insiste em ser denominada como eu, como Nathalia; Afinal, a Fibrose Cística só morreria se eu morresse, não sairia de mim e nem eu dela. Então, na verdade, somos uma só. Me lembro de ter lido algo parecido escrito por John Green em “A culpa é das Estrelas”, tive uma direta identificação com o personagem Gus quando relatava que ele era o câncer, pois é, como mataríamos essas doenças que na verdade fazem tão parte da gente como nós mesmos?! Também não sei responder a essa questão.
Só sei que continuo a ser uma adolescente como qualquer outra, me preocupo com a roupa que vou vestir, se preciso lavar meu cabelo ou se dá para sair de casa assim mesmo, se ele já leu e vai me responder a mensagem... 
Mas com o tempo fui aprendendo que os momentos em que me via desesperada ao invés de continuar me revoltando, era só voltar meus pensamentos para Ele, esse mesmo, Aquele que me criou, e que Ele sim, pode todas as coisas. Com isso me vejo renovada, sei que uma hora isso tudo cessará, terá um fim; e que valerá a pena cada lágrima, cada dor e lembrança desse sofrimento. Algo já me dizia que tudo serviria para uma finalidade específica, que tudo isso seria um grande aprendizado. 

Fui aprendendo ainda a valorizar muito mais tanto as pequenas quanto as grandes coisas, porque o que eu passo já faz de mim uma nova pessoa. Cada vez mais tenho outra visão, e eu sei que Nele posso confiar. Ainda que só, aparentemente abandonada, meu coração confia e está em paz. Afinal, eram nos meus momentos de reclusão e de maior desespero com choros incontroláveis e gritos quase inconscientes, que Ele se fazia presente, me consolava como quem nina um bebê e colocava novamente meu sorriso no rosto, dando força pra próxima dura batalha."

- Em memória de Nathalia Oliveira .





É muito difícil aceitar e entender a perda de alguém, e sem muitas palavras, só lágrimas, e muita saudade, eu escolhi deixar esse louvor abaixo aonde diz que NINGUÉM EXPLICA DEUS ! 



20 comentários:

  1. Louvor perfeito para tudo isso tenho me agarado nesse hino e visto que ninguém, ninguém mesmo entende Deus...

    ResponderExcluir
  2. Linda princesa�� pinck será sempre lembranda Nathy saudades eternas!

    ResponderExcluir
  3. Linda princesa�� pinck será sempre lembranda Nathy saudades eternas!

    ResponderExcluir
  4. Um ano sem a nossa princesa.Como passa rápido,Deus sabe o quanto ela era e continuará sendo especial,nossa Princesa Pink sempre será lembrada e continuará em nossos corações.

    ResponderExcluir
  5. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  6. Re, nada que eu diga absolutamente nada pode se aproximar do quanto a Nathalia significa pra você, e nem imaginar ou me colocar na sua dor. É admirável ver o quanto ela contribui e agrega na sua vida! Mesmo não conhecendo e infelizmente eu não tive essa oportunidade, acho que a participação dela nessa terra foi concluída como a de quem guardou a fé é combateu o bom combate! Ela deixou um legado lindo de fé e confiança Naquele que guardou a mais lindo lugar para se repousar. Ela vive para sempre junto ao Pai

    ResponderExcluir
  7. Ai nossa, já faz um ano? Nem dá para acreditar, na época eu fiquei muito abalada (não que isso tenha mudado hoje ao ler esse texto), mas a verdade é que cada vez que me lembro não consigo ficar triste, ela era alguém tão pra cima, sabe? Lembro que ela pretendia seguir a profissão que escolhi, acho que isso é uma das coisas que me motiva a continuar estudando, faço isso como uma forma de nunca esquecer. Enfim, sei que hoje ela não sente mais dor e sua alma está leve, leve como um anjo.

    ResponderExcluir
  8. Não tem como ler e não se emocionar, incrível a fé dela, uma fé inabalável...
    Lembro que quando descobri, fiquei em choque. Mas, tenhamos fé, assim, como ela teve também. Deus nos diz quem vem depressa. Minhas sinceras forças pra toda a família, fiquem em paz <3 []
    Bjaaao
    http://www.obaesmaltes.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Que maximo esse texto, tenha uma semana abençoada.
    Blog:http://arrasandonobatomvermelho.blogspot.com.br/
    Canal:https://www.youtube.com/watch?v=DmO8csZDARM

    ResponderExcluir
  10. Oi, Re, obrigada pela visita no blog, amei o texto. Beijos omundode-marina. blogspot. com.br marina scholze

    ResponderExcluir
  11. Oi, Re, obrigada pela visita no blog, amei o texto. Beijos omundode-marina. blogspot. com.br marina scholze

    ResponderExcluir
  12. Oi Rê, como você está minha linda?
    Nossa, quando vi seu comentário (através do blog da Nathy) lá no meu blog, por um momento parecia a Nathy que estava ali, me mandando recado como ela sempre fazia, me deu um frio na barriga, uma coisa "estranha", acredito que tenha sido saudade, muita saudade. :(
    No dia 26 eu acordei com a Nathy na cabeça, eu ficava lembrando das nossas conversas, sabe? Mas até então eu não havia lembrado que era dia "26"... Quando eu estava conversando com a minha mãe, ela falou: "Nossa, o mês já está acabando, hoje já é dia 26!" Daí me veio na cabeça na hora, que fazia 1 ano da morte da nossa princesa :( Nossa, me deu um nó na garganta e eu contei pra minha mãe sobre a data. Ali, naquele momento, eu entendi o motivo de estar com a Nathy na cabeça desde que eu havia levantado da cama... :(
    Enfim, eu nunca, jamais vou me esquecer da Nathy, do quanto ela me ensinou sobre fé, do quanto ela me ajudou, de tudo que ela fez por mim...
    Eu sinto muitas saudades, de verdade... Dói só de lembrar! :(
    Rê, me faz um favor? Me chama no whats, eu troquei de aparelho e perdi todos os meus contatos. :(
    Eu queria muito que vocês continuassem com o blog, era uma coisa que a Nathy amava tanto, mas tanto... E você sabe que se você precisar de ajuda com isso tô aqui sempre, é só chamar! <3
    Beijos minha linda, fica com Deus! ♥
    contornoperfeito.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  13. Nossa... relato perfeito... eu me emociono demais, você sabe por que, nesse dia da partida da Nathy, minha filha Jessica faria 21 anos, e eu me pego pensando dentro dessa saudade incontrolável o quanto a história dessas garotas são idênticas, mudando só o domicílio, acho que é exatamente todos esses pensamentos que passam na cabeça de todas as guerreiras e guerreiros quando chegam à uma idade que o entendimento submerge a dura realidade de ser portador de uma doença a qual ainda não há cura na ciência dos homens. “Essa tal fibrose Cística”. E quanto mais o tempo passa, nada é maior, mesmo com o curto tempo de vida das nossas meninas, o tanto de aprendizado, coragem e amor que deixaram para nós. Falo como mãe, e acredito que deva ser assim tbm. para você, e a família da Nathy, é difícil caminhar sem a presença física de quem a gente ama tanto e todos os dias e noites meus pensamentos são direcionados para Deus que sabe de todas as coisas, trago minha Jessica no meu coração e a certeza de que nosso Pai Maior as guarda no paraíso e na luz eterna e que me dá a força para seguir em frente. Abraços e beijo coração na família da Nathy !! (Querida Jessica-blog entrepaginasesonhos).

    ResponderExcluir
  14. Relato emocionante da Nathy. Só elas sabiam o que era conviver com essa terrível doença (sou irmã da Jessica). A dor estará para sempre enraizada em nosso ser, por isso cabe a nós tentarmos ser felizes com o tempo que nos resta aqui na Terra, com a certeza que as reencontraremos no céu. Um grande beijo.

    http://www.entrepaginasesonhos.com.br/

    ResponderExcluir
  15. fazia mt tempo que nao entrava aqui e esse post me deu mt tristeza, saudade da linda

    www.tofucolorido.com.br
    www.facebook.com/blogtofucolorido

    ResponderExcluir
  16. Nossa! Eu não sabia do que tinha acontecido! Faz um tempo que conheci o canal da Nathalia, e ela também conheceu o meu. Acompanhava os vídeos dela, mas vi que ela tinha parado de postar. Até comentei em um dos vídeos. Hoje decidi entrar aqui no blog depois de muito tempo, eu não sabia que isso tinha acontecido. Realmente triste, mas um alívio para ela.
    Que vocês consigam dar continuidade ao blog como ela gostaria! <3

    ResponderExcluir
  17. Até hoje vejo os vídeos dela ,pois amo rosa e nunca esquecerei aquele rosto ,lutando pela vida ,sei como é difícil também perdi uma irmã de 9anos afogada dói até hoje essa dor é eterna Deus conforte sempre família e amigos sou distante mais sinto falta de seus vídeos bj família😇

    ResponderExcluir
  18. Nossa fazia 2 anos e pouco que eu estava afastada da blogger e agora estou retornando aos poucos e quando entro aqui e me deparo com esse post fico muito triste pois eu nunca a conheci pessoalmente só virtualmente mas dava para ver que ela era uma menina tão agradável, mas o melhor de tudo é saber que agora neste exato momento embora doa na gente mas ela está num lugar melhor, pois finalmente ela se livrou da dor terrestre e está aguardando a glória futura!

    Blog: Desvendando Segredos

    ResponderExcluir